Curso Básico de Implementação em Sala de Vacina

O curso de implementação em sala de vacinas destina-se aos profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde do Estado do Ceará. O curso nasceu da necessidade de implantar o matriciamento locorregional em sala de vacina com vistas ao fortalecimento das ações de vigilância das doenças imunopreveníveis por meio da educação permanente, e desenvolver práticas de saúde transformadora, reflexiva, propositiva e articulada com a sociedade.

Capacidade para implantar sistema de matriciamento locorregional em sala de vacina com vistas ao fortalecimento das ações de vigilância das doenças imunopreveníveis, assim como atuar na organização, funcionamento, conservação e administração de imunobiológicos.

  • Favorecer reflexão critica sobre o processo saúde doença no contexto do Sistema Único de Saúde;
  • Favorecer reflexão critica sobre a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde e as práticas de educação em saúde propostas no cotidiano de trabalho dos participantes;
  • Compreender a organização e fluxograma da rede de frio quanto ao Armazenamento, a Conservação, a Manipulação, a Distribuição e o Transporte dos Imunobiológicos;
  • Reconhecer os itens mínimos necessários ao bom funcionamento da sala de vacinação;
  • Identificar situações especiais que exijam tomadas de decisão imediata para evitar o comprometimento da qualidade dos Imunobiológicos;
  • Contextualizar as ações de Vigilância em Saúde e do Programa Nacional de Imunização no Brasil, Ceará e municípios;
  • Discutir os fundamentos da imunologia e tipos de imunidade;
  • Discutir os procedimentos técnico-administrativos referentes à prática em sala de vacinas;
  • Sistematizar ações para definição de estratégias, avaliação dos serviços e a tomada de decisões necessárias ao bom funcionamento da sala de vacinação.
  • Propor ações que contribuam para o planejamento, monitoramento e avaliação da gestão do Programa de Imunização;

Unidade 1 - POLÍTICA, HISTÓRIA E EPIDEMIOLOGIA (8 horas)

- Concepção do processo saúde-doença;

- Sistema Único de Saúde – contextos históricos e políticos;

- Política Nacional de Educação Permanente em Saúde;

- Programa Nacional de Imunização;

- Indicadores epidemiológicos do programa nacional, estadual e municipal de imunização.

Unidade 2 - IMUNIZAÇÃO E SALAS DE VACINAS (8 horas)

- Humanização no processo de trabalho;

- Imunologia – conceito e tipos de imunidade;

- Organização, estrutura física e funcionamento da sala de vacina.

Unidade 3 - IMUNOBIOLÓGICOS E SITUAÇÕES ADVERSAS (8 horas)

- Rede de Frio – armazenamento, conservação, manipulação, distribuição e transporte dos imunobiológicos;

- Situações de emergência em sala de vacina;

- Gerenciamento de resíduos das salas de vacina;

- Antirrábico humano e fluxo de soros.

Unidade 4 - VACINAÇÃO POR CICLOS DE VIDA (8 horas)

- Atualização do Calendário Básico de Imunização para crianças, adolescentes, idosos, adultos e gestantes;

- Vigilância e notificação de Eventos Adversos Pós-vacinação – EAPV;

- Vacinas do Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais – CRIE.

Unidade 5 - PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DE IMUNIZAÇÃO (8 horas)

- Sistema de Informação do Programa de Imunização;

- Gestão dos imunobiológicos;

- Monitoramento e avaliação da gestão do Programa de Imunização.

PÚBLICO

Enfermeiros, técnicos e/ ou auxiliar de enfermagem que atuam em sala de vacina.

Z

MATRÍCULA

A definição das vagas é feita de acordo com o painel de indicadores da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica. As fichas de inscrição são enviadas aos municípios, que selecionam os profissionais conforme o perfil e interesse.

PERÍODO

VAGAS

25 vagas

CARGA HORÁRIA

40 h/a

COORDENAÇÃO

Idalina Maria Moreira Barbosa

INFORMAÇÕES

idalina.barbosa@esp.ce.gov.br / (85) 3101-1400