Curso de Especialização em Saúde Pública: Uma Abordagem Interprofissional

O Curso de Especialização em Saúde Pública: uma abordagem interprofissional foi desenvolvido por meio da parceria entre a Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (RedEscola) e a Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues para a formação de sanitaristas em rede com proposta central de ampliar a oferta dos cursos lato sensu no Brasil, contribuindo para novas práticas e organização do trabalho em saúde, alinhadas aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, esse curso tem como prioridade desenvolver competências que fortaleçam a gestão do sistema de saúde e práticas colaborativas no âmbito da promoção à saúde. Portanto, o Curso ancora-se na perspectiva da educação e do trabalho interprofissional em saúde, refletindo sobre as implicações do sanitarista diante dos novos paradigmas construídos no cenário atual da Saúde Pública Brasileira.

Espera-se que, ao final deste curso, o especializando adquira as seguintes competências:

 

  • Desenvolvimento de conhecimentos para o trabalho em equipe interprofisisonal e para a integralidade da atenção;
  • Aplicação das Funções Essenciais de Saúde Pública no contexto das políticas públicas e das práticas sociais, conforme o perfil epidemiológico, demográfico e cultural das populações, para o desenvolvimento de ações coerentes com cada cenário;
  • Desenvolvimento de ações que fortaleçam a integração entre a vigilância em saúde e as redes de atenção à saúde;
  • Promoção da cultura do planejamento, monitoramento e avaliação a partir do uso de indicadores dos sistemas e serviços de saúde;
  • Adoção das estratégias de mobilização, participação e controle social no SUS;
  • Utilização dos valores, princípios e diretrizes das políticas sociais e da saúde como ferramentas para efetivação do SUS, reconhecendo-se como protagonista desse processo;
  • Capacidade para estabelecer, por meio da arte e da cultura, novos paradigmas e desafios da comunicação e gestão do trabalho em saúde;
  • Desenvolvimento de pesquisas de produção de conhecimento científico para a qualificação da prática profissional, contribuindo com a produção de conhecimento na área da saúde pública.
  • Desenvolver pensamento crítico-reflexivo sobre o processo saúde-doença a partir da sociedade, cultura e cidadania;
  • Aplicar as funções essenciais de saúde pública no gerenciamento e no desenvolvimento das políticas de saúde;
  • Compreender as ações de saúde dos três níveis de complexidade no contexto das Redes de Atenção à Saúde;
  • Estabelecer relação entre a evolução das políticas de saúde no Brasil, com enfoque para o SUS, e sua implementação no contexto das esferas de governo;
  • Identificar as necessidades em saúde, seus determinantes e condicionamentos, segundo os padrões epidemiológicos, demográficos e socioeconômicos;
  • Aplicar os princípios, diretrizes do SUS e das Políticas Sociais e da Saúde na organização das ações e serviços;
  • Compreender a Política Nacional de Vigilância em Saúde, suas subáreas e interfaces bem como os sistemas de informação;
  • Utilizar informações baseadas em análise de dados epidemiológicos;
  • Utilizar o raciocínio epidemiológico, seus métodos e principais usos, na investigação dos agravos à saúde da população;
  • Reconhecer os sistemas de informação utilizados pela Vigilância em Saúde;
  • Desenvolver processos de trabalho sob sua responsabilidade, de modo a ampliar sua capacidade para a tomada de decisão;
  • Implementar atividades de planejamento e gestão segundo as necessidades em saúde;
  • Aplicar ferramentas para ampliação do acesso às ações e serviços de saúde, de forma integral e resolutiva;
  • Aplicar meios para o desenvolvimento da Mobilização, Participação e Controle Social;
  • Compreender a importância do processo de comunicação e
  • seus novos paradigmas e tecnologias, para a eficácia das ações de Educação em Saúde, com referência nos espaços de construção do poder simbólico e da Educação Popular;
  • Compreender os instrumentos de Planejamento Governamental e de Gestão do SUS;
  • Compreender as fontes de financiamento e o orçamento do SUS, segundo os blocos de financiamento específicos;
  • Compreender as ferramentas para o monitoramento e avaliação das ações de saúde;
  • Compreender os métodos científicos e epidemiológicos para o desenvolvimento de pesquisa científica;
  • Desenvolver pesquisas de produção do conhecimento científico que qualifiquem a prática profissional na Saúde Pública.

PÚBLICO

São participantes deste curso profissionais de nível superior que atuam nos cenários de práticas dos serviços de saúde no SUS do Estado do Ceará.

Z

MATRÍCULA

Através de seleção pública por meio de edital, em etapa única, com realização de prova teórica escrita (objetiva), visando classificação para matrícula bem como formação de cadastro de reserva. Os candidatos aprovados foram convocados para matrícula, sendo as vagas remanescentes ocupadas pelos participantes classificáveis do cadastro de reserva.

PERÍODO

31/08/2019 a 05/09/2020

VAGAS

70 vagas, em duas turmas:
– 35 vagas – Turma Fortaleza
– 35 vagas – Turma Sobral

CARGA HORÁRIA

460 h/a

COORDENAÇÃO

Lígia Lucena Gonçalves Medina

INFORMAÇÕES

saudepublica.espce@gmail.com / 3101-1400