Especialização em Atenção Integral em Álcool e outras Drogas

PERÍODO

A definir,  Cada módulo tem tempo estimado em 30 dias

Nº VAGAS

40 vagas

CARGA HORÁRIA

460 horas

A Especialização em Atenção Integral em Álcool e outras Drogas é uma parceria da Secretaria de Saúde (SESA) por meio da Coordenadoria de Política de Saúde Mental Álcool e outras Drogas (COPOM) e a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), com intuito de qualificar profissionais de saúde no atendimento aos usuários de álcool e outras drogas, considerando a grande prevalência destes transtornos na população brasileira e à dificuldade de acesso a informações de qualidade e treinamento específico.

A pós-graduação propõe uma abordagem multi e interdisciplinar, concebida para proporcionar acesso aos mais novos protocolos e condutas que norteiam a abordagem e atuação dos os profissionais da Rede de Atenção Psicossocial no âmbito da saúde mental álcool e outras drogas.

Espera-se que essa Especialização promova um espaço voltado à discussão e construção de boas práticas no horizonte da atenção psicossocial territorial, formando profissionais para atuarem de forma intersetorial, interprofissional e colaborativa no campo da atenção psicossocial, álcool e outras drogas.

Ao final do Curso, espera-se que os alunos adquiram capacidade para:
Competência 1: Capacidade de desenvolver ações com equipe interdisciplinar, aplicando técnicas e estratégias para o acompanhamento do portador de transtorno mental e assistência no âmbito da atenção psicossocial, com ênfase em álcool e drogas.

Competência 2: Capacidade de conhecer a evolução histórica e a cultura do uso de, álcool e outras drogas.

Competência 3: Capacidade de desenvolver estratégias para melhoria da assistência prestada ao usuário de substâncias psicoativas, através da aplicação dos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde do (SUS) e das Políticas de Saúde Mental Álcool e outras Drogas.

Competência 4: Capacidade de identificar todos os equipamentos que compõem a Rede de Atenção Psicossocial em Álcool e outras Drogas e as suas finalidades.

Competência 5: Capacidade de desenvolver abordagens psicoterápicas, psicossociais e tecnologias de cuidado, com enfoque na interdisciplinaridade.

Competência 6: Capacidade de conhecer o comportamento do paciente em crise por abuso de drogas e/ou álcool.

Competência 7: Capacidade de realizar pesquisa e de desenvolver trabalho com metodologia científica em temáticas relacionadas a saúde mental com foco em álcool e outras drogas.

Competência 1:

Conhecimento:

  • Conhecer as psicopatologias, os aspectos clínicos e o manejo com a população sobre o uso indiscriminado de álcool e drogas e suas consequências biopsicossociais.

Habilidades:

  • Atuar na atenção integral ao usuário de álcool e outras drogas, por meio de técnicas e estratégias para avaliação, diagnóstico, manejo, tratamento e acompanhamento da sua problemática.
  • Atuar em equipe interdisciplinar para garantia de assistência integral ao usuário e seus familiares.
  • Abordar as questões relacionadas ao uso de substâncias psicoativas na infância, adolescência e outras populações específicas.

Atitudes:

  • Reconhecer a importância das ações em saúde mental, com ênfase em álcool e outras drogas e da interação entre equipe de saúde, paciente e familiares.
  • Promover atenção a família no processo saúde/doença e sua função na rede social de apoio ao usuário de álcool e outras drogas.

 

Competência 2:

Conhecimento:

  • Conhecer os aspectos históricos e socioculturais do uso de álcool e outras drogas.
  • Conhecer a epidemiologia do uso de álcool e drogas no Brasil.
  • Conhecer princípios da neurociência aplicadas a dependência química.

Habilidade:

  • Identificar a classificação das substâncias psicoativas e seus efeitos biopsicossociais na vida do usuário de substâncias.

Atitude:

  • Desenvolver pensamento crítico perante aos aspectos históricos e socioculturais do uso de álcool e outras drogas.

 

Competência 3:

Conhecimento:

  • Conhecer a Lei 10.216/2001 da Reforma Psiquiátrica.

Habilidade:

  • Aplicar as normas e diretrizes do SUS/SUAS e da Política Nacional de Saúde Mental e Álcool e outras Drogas no contexto da sua prática clínica e psicossocial.

Atitude:

  • Respeitar a vida, a dignidade e os direitos do usuário de substâncias psicoativas, em todo o seu ciclo vital, sem discriminação.

Competência 4:

Conhecimento:

  • Conhecer os equipamentos de saúde que compõem a Rede de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas, compreendendo os saberes e práticas dos integrantes dos serviços.

Habilidade:

  • Aplicar as diretrizes das Redes de Apoio e Reinserção Social (CRES, CREAS e outros dispositivos comunitários), durante atuação em serviço.

Atitude:

  • Reconhecer a importância do trabalho em equipe multiprofissional e interdisciplinar na saúde mental e álcool e outras drogas, inclusive respeitando os familiares no momento de compartilhar as informações do paciente.

 

Competência 5:

Conhecimento:

  • Conhecer as tecnologias de cuidado em saúde mental com foco no álcool e outras drogas.

Habilidade:

  • Utilizar os recursos grupais, clínica ampliada, projeto terapêutico singular e abordagens psicoterápicas, integrativas e complementares em saúde mental com foco no usuário de drogas.

Atitude:

  • Reconhecer a importância da utilização de tecnologias de cuidado em saúde mental na atenção integral ao portador de transtorno mental por uso de álcool e outras drogas.

 

Competência 6:

Conhecimento:

  • Conceituar a crise por uso de álcool e /ou drogas e suas implicações.

Habilidade:

  • Aplicar as estratégias de intervenção em situação de crise na perspectiva psicossocial.

Atitude:

  • Reconhecer a importância da utilização dessas técnicas para uma abordagem humanizada ao portador usuário em situação de crise.

 

Competência 7:

Conhecimentos:

  • Compreender as normas da ABNT e Vancouver.
  • Compreender as normas do Comitê de Ética em Pesquisa – CEP/Plataforma Brasil.

Habilidades:

  • Descrever o processo de construção do conhecimento científico.
  • Explicar as particularidades da pesquisa quantitativa e qualitativa.
  • Construir estudos baseado na metodologia científica.
  • Identificar elementos textuais e pré-textuais, as técnicas de coleta e análise de dados.
  • Explorar os métodos na análise dos resultados quantitativos e qualitativos.

Atitude:

Valorizar a produção do trabalho metodológico científico.

ANEXO 1
Profissionais de nível superior da área de saúde que integram a equipe da RAPS do Estado do Ceará.

Procedimento de seleção e matrícula

Seleção: Edital

Matrícula: Realizada através de preenchimento de Ficha de Matrícula e Termo de Compromisso, bem como de envio de documentos comprobatórios exigidos para matrícula (Diploma ou declaração de conclusão do curso de graduação; Identidade; CPF; Comprovante de Residência; Foto recente 3×4; Declaração de liberação com firma reconhecida).

Coordenação do Curso

Maria Teresa Soares Matos

Telefone

3101-1405 – CEATS