O curso envolve atividades educacionais voltadas para fornecer aos discentes conhecimentos acerca da utilização da simulação clínica como método de ensino, levando em consideração a identidade organizacional da ESP/CE e os padrões institucionais para a área de ensino; os aspectos conceitos e tipos de simulação; roteiros de cenários com habilidades técnicas e comportamentais; ambientação para práticas de simulação clínica e condução dos facilitadores com debriefing na simulação clínica. Com 40 horas total de duração, na modalidade híbrida, está baseado em competências, estruturado com quatro unidades didáticas, tem previsão de acontecer realização em dois meses, com início previsto para fevereiro de 2022. Formação de facilitadores para uso da simulação clínica como ferramenta de educação permanente em programas de capacitações da Escola de Saúde Pública.

 

UNIDADE I – Conceitos e tipos de simulação em saúde.

  • OEC1: Compreender conceitos, princípios básicos e benefícios da simulação como estratégia educacional na formação profissional.

UNIDADE II – Elaboração de roteiros de cenários para simulação clínica.

  • OEC2: Compreender os fundamentos básicos da teoria de Fitts e Posner (aprendizagem de habilidades motora).
  • OEC3: Compreender os fundamentos básicos da elaboração de roteiros de cenários técnicos e comportamentais. Convidado: Ms. Wilcilene Oliveira

UNIDADE III – Debrifieng na simulação clínica.

  • OEC4:Compreender as diretrizes e boas práticas da simulação clínica como processo de aprendizagem significativa: feedback e debrifieng. UNIDADE IV – Atividade prática presencial. (CSR/ESP)
  • OEH1: Executar ambientação para práticas de simulação clínica. Encontro presencial
  • OEH2: Elaborar roteiros de cenários para técnicos e comportamentais para simulação clínica.
  • OEH3: Realizar feedbacks e mediação do debriefing da simulação. Será escolhido um facilitador por grupo e este deverá conduzir o debriefing após simulação realizada.